Bate-volta de Lisboa: que tal um pouco de praia?

Lisboa possui uma localização privilegiada. Além de suas muitas atrações, é possível encaixar passeios bate-volta para mudar um pouco o cenário de viagem e conhecer destinos diferentes. Um deles já falamos aqui. O outro é um lugar de praia, super hipster e convidativo: conheça Cascais.

A primeira coisa que você precisa saber: vá de trem. Pegue na estação Cais do Sodré o trem com destino para Cascais. Não tem erro. E é relativamente curto o trajeto (cerca de 1 hora).

Chegando na estação central de Cascais, sugerimos alugar uma bike. É uma excelente opção para explorar a bela orla dessa pérola portuguesa. Junto com a bike, você leva um mapa para traçar seu roteiro e um cadeado para aquelas paradinhas necessárias (comida, banheiro e foto, por exemplo).

Vale a pena passear no centrinho de Cascais. Você vai ver bastante lembrancinha bacana para comprar e lugares legais para almoçar e dar um tempo. Achei bem interessante a quantidade de restaurantes indianos por lá (se spicy é com você, enjoy).

Saindo do centro, vá em direção à beira-mar. Nossa primeira parada será a Boca do Inferno, conforme mostramos no mapa abaixo:

Esse lugar só tem o nome feio. É uma paisagem linda, onde a violência com que as ondas explodem nas pedras contrastam com pequenas flores ao redor do precipício, trazendo uma sensação de emoção e paz ao mesmo tempo:

Veja que impressionante!

Da Boca do Inferno, continuamos rodando de bike. Aqui, o negócio é o seguinte: você faz o seu roteiro e vai indo conforme sua vibe e seu ritmo. O litoral de Cascais é imenso e a paisagem é sempre maravilhosa.

Só para ter uma ida, nosso objetivo era rodar até o Farol do Cabo Raso – tudo isso pela bela ciclovia de Cascais:

E assim fomos fazendo. Roda um pouco e para para fotos. Viva. Siga. Pare. Repita.

Até que achamos um belo e lindo farol no meio do caminho:

Foi o suficiente para admirarmos essa paisagem magnífica e voltar com essa imagem para a cidade.

Não indico aqui os outros atrativos de Cascais (museus, mercados, praças) porque não é nada diferente do que já tem em Lisboa (e na capital portuguesa é melhor).

O foco aqui são as lindas paisagens praias e essa sensação maravilhosa de cheiro do mar e a brisa oceânica batendo no rosto. Isso você não vai ter em Lisboa. Aproveite o que cada lugar tem de melhor para oferecer. O rosto, provavelmente, é só mais um pega-turista.

Publicado por leandrodall

Acredito que a vida pode ser EXTRAORDINÁRIA, não importa a circunstância. Cresci em um conjunto habitacional (antes o nome era BNH, agora é COHAB), onde vivi momentos lindos, mas também (bem) desafiantes. Com muito estudo, trabalho e fé tenho vivido. Administrador de empresas por formação, copywriter e escritor por paixão, viajante por hobby, minha maior aventura começou quando conheci a Jú, esposa e companheira em todas as horas (seja dia, seja noite, ela tá lá, digo, aqui do meu lado). Temos rodado o Brasil e o mundo há pelo menos 10 anos, viajando por conta própria e na raça. Decidimos compartilhar nossas experiências, de maneira leve, prática e divertida, para incentivar outras pessoas a descobrirem suas próprias aventuras. Seja o protagonista, roteirista e diretor de sua vida. Por que não começar a viajar mais e melhor HOJE? AGORA VAI!!!

2 comentários em “Bate-volta de Lisboa: que tal um pouco de praia?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: