2 de dezembro de 2019

A Giverny de Monet: uma experiência de tirar o fôlego e celebrar a vida

Por leandrodall

A beleza francesa continua nos arredores da cidade-luz, da maravilhosa Paris.

Tem um lugar, uma cidadezinha, 75 quilômetros da capital francesa, chamada Giverny, famosa por ter sido o local onde o famoso pintor impressionista Claude Monet, passou metade de sua vida (entre 1883 e 1926).

A casa e o jardim de Monet, abertos para visitação, irradiam tamanha beleza que entendemos da onde provinha a inspiração para as obras desse grandioso artista.

Hoje, o convite é para você se inspirar também e conhecer esse lugar magnífico.

COMO CHEGAR

Em Paris, vá até a estação GARE SAINT-LAZARE e pegue o trem para GARE DE VERNON. (linha intercités – sentido LE HAVRE. A viagem tem duração aproximada de 50 minutos e você pode verificar a disponibilidade e comprar sua passagem aqui.

Chegando em VERNON, você vai pegar o ônibus para GIVERNY (as cidades são vizinhas).

Fique atento para os horários desse trajeto (VERNON para GIVERNY):

  • segunda a sexta: 09:15; 11:15; 13:15 e 15:15;
  • sábado: 09:15; 11:15; 11:55; 13:15 e 15:15;
  • domingo e feriados: 09:15; 10:30; 11:30; 13:15 e 15:15.

E para o caminho de volta também (GIVERNY para VERNON):

  • segunda a sexta: 10:30; 12:30; 14:30; 16:30; 17:30; 18:30 e 19:30;
  • sábado: 10:30; 12:35; 14:30; 16:30; 17:30; 18:30 e 19:35;
  • domingo e feriados: 10:30; 12:30; 14:30; 16:30; 17:30; 18:30; 19:30.

A dica é comprar o bilhete de ida e volta (hoje custa 10 euros) e você pode fazê-lo no próprio ônibus (outras informações pode acessa aqui).

No seu planejamento, leve em conta o horário do trem e do ônibus para você não perder muito tempo.

Chegando em GIVERNY, é só seguir o fluxo de turistas (e as placas) que você chega no JARDIM DE MONET. Como é a principal atração da cidade, não tem erro.

INGRESSOS

As entradas podem ser adquiridas com antecedência no site oficial da Fundação Monet, que é a entidade responsável pela administração e manutenção da atração. Custa 9,50 euros por adulto e 5,50 para crianças acima de 7 anos.

Por causa do inverno europeu, o jardim não abre o ano inteiro. Em 2019, não funciona mais. Em 2020, a temporada começa em abril e termina em novembro.

Caso esse seja um dos seus locais especiais para visitação, leve em conta essas datas no planejamento da sua viagem.

O link do site pode ser acessado por aqui.

O LUGAR

A atração consiste na casa e no jardim do famoso artista francês (que, aliás, mandava bem não só nas pinturas, como também na jardinagem – sim, o cara tinha habilidade para várias coisas).

Você pode começar seu tour tanto pela casa quanto pelo jardim. Não deixe de pegar um mapinha logo na entrada para você completar todo o percurso (acredite, vale muito a pena). Dependendo da sua vibe, seu passeio aqui vai levar umas 2 horas e você vai achar que passou super rápido.

Entrada da casa de Monet com minha linda na frente
Dentro da casa, além dos cômodos que o artista usava, tem um acervo de algumas de suas obras

Anexo a casa, tem uma lojinha com excelentes opções de souvenir com tudo o que você pode imaginar (ideal para aquela lembrancinha presença para alguém especial ou simplesmente para lembrar desse lugar bacana).

Se curtiu a casa e seu anexo, prepare-se para os jardins: é lá que a verdadeira beleza está!

Deixe levar-se pelos caminhos, pelos aromas e pelos sons desse maravilhoso lugar. Não faça apenas uma visita; esvazie sua mente e se conecte à natureza e à paz que esse jardim traz.

Em um mundo tão corrido, com tantos afazeres e tanta pressão para resultados, é um privilégio viver essa experiência. É algo que lembro com carinho e quero que você tenha essa mesma experiência. Sem exagero nenhum, é uma sensação transcendental, tipo uma meditação, beirando o espiritual (maravilhoso).

E AGORA?

Diria que o dia mais do que valeu a pena com esse passeio e você até poderia voltar com aquela êxtase e sorrisão no rosto para Paris.. mas quem não gosta de um bônus de viagem?

Passeie e se perca nas ruazinhas de Giverny. Quem sabe a surpresa que você vai encontrar por lá?

Bateu aquela fome? Descubra aqueles restaurantes meigos e deliciosos que só a França tem.

Acima de tudo: viva essa paz, viva esse sabor, viva esse prazer, viva essa experiência.

Celebre a vida com a GIVERNY de Monet.