11 de dezembro de 2019

Roteiro Califórnia: São Francisco (primeira parada)

Por leandrodall

São Francisco é o coração do Vale do Silício. Cidade com pegada hipster, é um lugar sem preconceitos que abraça a diversidade, acolhendo todos seus moradores e visitantes. Você percebe isso pela quantidade e variedade de atrações.

A atmosfera é diferente. Menos estressada que a de Nova Iorque, menos mágica que a de Orlando, São Francisco tem uma identidade própria, destacando-se como um destino imperdível para todos que visitam a Califórnia.

CHEGANDO EM SEU DESTINO

Chegando ao aeroporto internacional de São Francisco, você precisa pegar o transporte para seu local de hospedagem. Sugiro utilizar UBER (mais barato) ou táxi (mais caro) para tanto.

Penso que depois de algumas horas de viagem de classe econômica, economizar alguns trocados com transporte sai mais caro do que barato. É momento de algum conforto e descanso para aproveitar bem sua viagem.

ONDE SE HOSPEDAR

Sugerimos a zona turística. Uma boa opção é a área da UNION SQUARE. Além da localização privilegiada no coração da cidade (centro de compras e restaurantes), é bem servida pelo transporte público.

Outra opção é na região do FISHERMAN’S WHARF.

Você vai perceber que o custo da estadia nessas regiões é um pouco mais caro.

Acredito que vale a pena.

Aliás, regra de ouro para onde você for (pelo menos na primeira vez) é OPTAR POR HOSPEDAGEM EM LUGARES MAIS TURÍSTICOS.

O motivo?

  • Atendentes mais acostumados a lidar com turistas;
  • Maior facilidade em obter informações;
  • Tende a ser mais seguro;
  • Concentração das atrações turísticas (você paga um pouco mais caro na hospedagem, mas diminui seu custo de tempo e de deslocamento para os passeios);
  • Maior mobilidade e oferta de transporte (público ou privado).

LOCOMOÇÃO

Aproveite o sistema de transporte público, ande de bicicleta, pega um UBER quando cansar e, acima de tudo, não deixe de andar de bonde.

QUANTO TEMPO FICAR

3 ou 4 dias são suficientes para curtir SF. A menos que você tenha algum interesse específico na cidade, acho que é um tempo bacana – dá para conhecer os principais pontos turísticos sem fazer muita correria. Lembre-se: é só o começo de nossa viagem para a Califórnia!!!

O QUE FAZER EM SF

Começo pela atração mais concorrida e, quase certeza, mais conhecida de São Francisco: ILHA DE ALCATRAZ. É imprescindível comprar seu ingresso com antecedência.

Essa ilha prisional está mais do que presente no imaginário da galera. Depois de tantos filmes (A ROCHA com Sean Connery, Nicolas Cage e Ed Harris é o meu favorito), difícil não sentir, no mínimo, curiosidade para ver de perto esse lugar.

Quando fui, optei pela ALCATRAZ CRUISES e não me arrependi. Comprei tudo pela internet. Achei bacana que o site deles tinha a opção de escolher o idioma português para navegar. Facilitou muito. Você pode acessar o site oficial clicando aqui.

Nosso passeio começou no PIER 33, local de embarque da empresa. Com os tickets impressos, pegamos a fila designada para compras na internet e tudo ocorreu sem problemas.

Chegando na ILHA DE ALCATRAZ, não deixe de pegar o audioguia (tem opção em português). A narração do passeio é feito por pessoas que passaram por lá: ex-policiais e ex-detentos. Você tem a oportunidade de visitar os diversos “cômodos” da ilha, inclusive uma solitária (experimente entrar dentro dela e fechar os olhos – que arrepio!), e conhecer um pouco mais dessa história. Você vai aprender também – pequeno spoiler – os diversos usos que Alcatraz já teve (não foi apenas colônia prisional).

Você vai retornar no mesmo PIER 33 que saiu. De lá, sugiro ir para o PIER 39 (a pé mesmo) e começar a curtir a área conhecida como FISHERMAN’S WHARF. É uma área com pegada bem turística, com restaurantes, brinquedos e atrações de compras para toda a família. Você pode inclusive experimentar a famosa BOUDIN BAKERY & CAFE (certifique-se de que sua sopa seja servido no pão – é outro gosto :-).

Ande 15 minutinhos a pé (saia do Pier 39 e vire à direita) e você chegará no paraíso dos doces e das guloseimas: seja bem-vindo à THE ORIGINAL GHIRARDELLI ICE CREAM & CHOCOLATE SHOP AT GHIRARDELLI SQUARE. Lugar super tradicional na Califórnia, aqui você esquece na balança e mergulha nos chocolates e sorvetes que o local oferece.

Próximo da GHIRARDELLI, e aqui é o pulo do gato, está o ponto de partida para um dos passeios mais clichês de SF: se disse BONDE (não o 007) acertou em cheio. Tem gente que tenta pegar o bonde na rua, mas é meio difícil porque está sempre lotado. Você vai perder um tempinho aqui, mas vai conseguir pegar o bonde e sentar em um lugar bacana. Essa experiência é bem bacana e vale super a pena.

Se quiser andar um pouco antes de pegar o BONDE parado, a autodenominada rua mais íngreme do mundo (LOMBARD STREET) não está longe. Aproveite e tire umas fotos bem bacanas.

Dependendo do seu local de hospedagem, desça do bonde na região da UNION SQUARE (lugar de fazer umas comprinhas, comer em um lugar gostoso e/ou apenas passear).

Resumindo essa primeira parte do roteiro de São Francisco:

  • Ilha de Alcatraz (compre ingresso com antecedência);
  • Pier 39 (o coração de FISHERMAN’S WHARF) + sopa do BOUDIN BAKERY & CAFE;
  • Ghirardelli Square (chocolate + sorvete + o que seu estômago aguentar);
  • Lombard Street;
  • Passeio de Bonde (maravilhoso clichê – porque ser turista é ser clichê e ser feliz);
  • Union Square.

Seu mapa de percurso seria algo próximo disso (início no Pier 33 e término na Union Square):

Depois de tanta comilança, que tal pedalar um pouco? Dirija-se à região do Pier 39 e procure um local que alugue bicicletas (são vários locais que prestam esse serviço). Pedale pela orla de SF em direção ao monumento icônico da cidade: GOLDEN GATE BRIDGE.

Pelo caminho você irá passar pelo PALACE OF FINE ARTS (lugar top para aquelas fotos instagráveis – assassinei o português aqui, mas você entendeu o que quis dizer – e também para dar aquela descansada) e pela região do PRESIDIO (nada a ver com prisão aqui – essa é uma região residencial linda de SF). Já que você vai passear aqui, que tal um pic-nic? O cenário não poderia ser mais propício. Vai na minha que você vai curtir.

Do Presidio, continue pedalando até chegar na GOLDEN GATE BRIDGE. A extensão da ponte é de cerca de 3 quilômetros. Se sobrar perda, estique seu passeio para a charmosa SAUSALITO, cidade vizinha a São Francisco, fica logo depois da ponte.

Resumo dessa segunda parte do nosso roteiro:

  • Alugue sua bike em algum lugar da região do Pier 39;
  • Pedale pela orla e aprecie a bela paisagem;
  • Não deixe de passar pelo Palace of Fine Arts & Presidio;
  • Parada para um pic-nic;
  • Atravesse a Golden Gate Bridge;
  • Se tiver fôlego, vá até a adorável Sausalito (lembre-se que terá que voltar).

Apenas um pequeno aviso aqui: apenas lembre-se que depois da ida tem a volta, ou seja, multiplique por dois sua distância aqui.

Outra opção em SF é o GOLDEN GATE PARK. Aviso mega importante: esse lugar não é do lado da GOLDEN GATE BRIDGE. Fica a cerca de 6 quilômetros.

Essa área da cidade tem um parque imenso, jardim japonês, jardim botânico, exposição de artes (De Young Museum) e a CALIFORNIA ACADEMY OF SCIENCES (a criançada pira aqui). Este último é um museu interativo que ensina brincando (o telhado do lugar lembra a terra dos Teletubbies – sinistro). Vale o ingresso!

Entrada do Jardim Botânico
Outra vista do Jardim Botânico
De Young Museum
Jardim Japonês
Teto da California Academy of Sciences

Para os amantes da música, coladinho do GOLDEN GATE PARK, tem uma AMOEBA MUSIC (1855 Haight St. San Francisco, CA 94117). Não conhece essa loja? Ótima oportunidade de fazê-lo. É um verdadeiro acervo de discos (CD & Vinil) raros para aumentar sua coleção.

Resumo da última parte do roteiro de SF:

  • Golden Gate Park; e,
  • Amoeba Music.

DICA BÔNUS: Que tal uma noite especial com o amor ou amora?

Do pier 3 saem alguns mini-mini-cruzeiros (duração entre 2 e 3 horas) com jantar e música ao vivo. É uma balada bem romântica para completar com chave de ouro São Francisco e renovar o amor daquele(a) que você ama. Fizemos esse passeio com a HORNBLOWER CRUISES & EVENTS e foi uma noite inesquecível. Você terá uma vista diferente da Golden Gate Bridge e de Alcatraz. Super recomendo. Clique aqui para acessar o site oficial.

PRÓXIMO PASSO:

Depois de tanta curtição em São Francisco, é chegado o momento de fazer as malas e seguir em frente. Após fazer o checkout em seu hotel, é hora de alugar um carro para curtir a maravilhosa rodovia PACIFIC HIGHWAY.

Como sugestão de locadora, começo escrevendo: não procure o lugar mais barato. Nossa viagem será longa e você precisará de um carro confortável, em bom estado e com garantia de assistência técnica para qualquer eventualidade.

Escolha uma locadora de veículos conhecida e com boa reputação. A HERTZ e a AVIS podem ser mais caras, mas são reconhecidas pela qualidade. A ALAMO, mais barata, tem fama de honesta e não deixar o cliente na mão.

Ficaria com uma das três para viajar tranquilo. Você tem a opção de já alugar seu carro no Brasil (via website da prestadora escolhida) e ver qual localização para retirada do veículo é mais conveniente para você (depende do seu local de hospedagem).

Feito isso, bagagem no porta-mala e pé na estrada. Vamos rodar!!!

Próxima parada: Carmel e Monterrey (clique aqui).

Anúncios