21 de janeiro de 2020

Não seja GENTIL no aeroporto (melhor jeito de não estragar sua vida em poucos segundos)

Por leandrodall

Um amigo de um amigo viaja muito a negócios. Chamarei ele de João Marcos. Recentemente esteve em Praga (República Tcheca) para uma importante reunião com clientes. Quando o encontro terminou, satisfeito com os resultados, aproveitou o tempo livre para conhecer um pouco dessa magnífica cidade.

Estava hospedado próximo a Letná, por isso resolveu andar até o Castelo de Praga. Aproveitou e passou pela Catedral de São Vito. Depois, resolveu atravessar a cidade (naturalmente pela Ponte Carlos) para conhecer a Praça da Cidade Velha e Orloj (a torre com o relógio astronômico). Terminou seu rápido percurso na Casa Dançante e aproveitou ainda para tirar algumas fotos do Muro de Lennon, antes de retornar ao seu hotel.

Chegando no quarto, era hora de preparar-se para a viagem de volta pra casa. Preferia viajar de dia e optou pelo voo mais cedo disponível. O check-in seria a partir das 5 horas (a.m.) e faria uma escala em Amsterdã (Schiphol), de onde sairia rumo a São Paulo (GRU).

O despertador do celular toca na hora certa, toma aquele banho e já está pronto para um rápido desjejum. O check-out é super ágil e seu UBER o espera na porta do hotel com um belo sorriso.

O trajeto até o Aeroporto Internacional de Praga é tranquilo e em 30 minutos já está no saguão procurando o stand de sua companhia aérea. Apesar de viajar em classe econômica (política da empresa), despacha rapidamente sua bagagem e ainda tem um tempinho antes de se dirigir ao portão de embarque. Resolveu buscar algum lugar para tomar um café (o sono estava começando a bater).

Encontra uma cafeteria aconchegante, senta em uma mesinha e espera ser atendido.

Uma mulher deslumbrante se aproxima e pergunta se aceita companhia. Surpreso e lisonjeado, João Marcos aceita e começa um animado bate-papo com Sabrina (vamos chamá-la assim).

Subitamente, ela pede licença para ir ao banheiro e pede para ele olhar seus pertencentes nesse meio tempo. Claro, responde ele prontamente, enquanto se delicia com sua bebida matinal.

João vê Sabrina sumindo na multidão. Estranha que não tenha nenhum outro banheiro mais próximo. Percebe uma movimentação diferente ao seu redor. Antes que pudesse esboçar qualquer reação, é cercado por 3 policiais que o “convidam” para se explicar em relação à bolsa cheia de drogas que estava ao seu lado.

Tremendo, tenta dizer que não era sua e começa a chorar desesperado. Sabrina, porém, nunca mais apareceu para confirmar a versão do agora traficante internacional João Marcos.

Longe de mim querer desacreditar a raça humana (acredito que ainda os bons são a maioria). Entretanto, vale a pena tomar alguns cuidados, especialmente em lugares onde a movimentação de pessoas é mais intensa, como é o caso dos aeroportos.

  • Desconfie de muita gentileza;
  • Não tire o olho dos seus pertencentes;
  • Não tome conta da bagagem de outras pessoas (você nunca sabe o que tem);
  • Na dúvida, sempre procure algum funcionário do aeroporto;
  • Ao observar alguma atitude suspeita, chame a segurança.

Lembre-se: é melhor prevenir do que se explicar.

Quer ter uma melhor experiência de viagem, gastando menos e aproveitando mais? CLIQUE AQUI.