28 de fevereiro de 2020

Xeque-mate: ideias para o tempo passar mais rápido no aeroporto

Por leandrodall

Segunda-feira de carnaval, vai cair um pé d’água logo logo e não vai demorar. Daqui a pouco é o momento de fazer uma das minhas atividades favoritas: ajudar pessoas queridas a realizarem seus sonhos.

Dito e feito, pouco menos de meia hora após encontrá-los, começa aquela chuva. Bom que temos tempo e podemos dirigir com segurança até o aeroporto de Viracopos (Campinas – São Paulo).

Chegamos lá antes do esperado e o check-in é realizado em poucos minutos. Daí a questão: como fazer o tempo passar mais rápido no aeroporto?

Se você tem o privilégio de estar com amigos especiais, os minutos vão voar. Paramos em uma cafeteria (Octavio Café) e, além de bater aquele papo, conseguimos um tempinho para uma partida de xadrez (nem lembro a última vez que havia jogado). Xeque-mate, foi o que ouvi após meu Rei ser a última peça no tabuleiro, após a chacina de toda a corte e dos fieis peões de batalha (o que não fazemos para nossos amigos viajarem contentes).

Claro, nem sempre temos alguém para nos acompanhar antes ou durante a espera no aeroporto. O que fazer?

Dependendo do seu cartão de crédito e da sua classe de viagem, você terá acesso a sala VIP. Comes e bebes, lugares confortáveis para dar aquela esticada e entretenimentos de qualidade estarão lá disponíveis para sua espera ser a mais agradável possível (apenas cuidado para não perder o horário do seu voo).

Bom, nem sempre rola sala VIP, então vamos pensar em coisas que funcionem para todos. Um bom livro sempre ajuda. E se tiver uma cafeteria bacana, melhor ainda. Quem sabe dar mais uma estudada no roteiro? Ou aprender aquelas frases mágicas no idioma de destino? Desculpe, por favor e obrigado, acompanhados de um sorriso, abrem portas e evitam perrengues de viagem.

Vale a leitura e a pesquisa em seu smartphone também. Bendita tecnologia.

Pode ser também o momento de ouvir aquela playlist especial, só as melhores, entrando no clima para viver grandes aventuras.

Jogos valem também. Pode ser no celular. Ou algum jogo inventado também. Tenho um bem diferente.

Gosto de simplesmente observar o ir e vir dos viajantes e imaginar o enredo de cada um. A mulher de negócios correndo para não perder sua conexão. O escritor que chega para divulgar seu recém lançado livro. A família indo para Orlando. E por aí vai.

Que tal criar o seu lance?

P. S.: Alguém pode lembrar de filmes e séries para ajudar o tempo passar mais rápido. Recomendo para depois. Não gosto de começar a assistir algo e ter que parar no meio. Deixo isso para as longas horas da classe econômica. Vamos explorar esse tema em um post futuro.