9 de junho de 2020

Países reabrem suas portas (mas não para todos)

Por leandrodall

A festa está recomeçando na Europa. Reaberturas do Museu do Prado (Espanha), do Museu do Louvre (França) e do Coliseu (Itália) são bons sinais para quem não aguenta mais viajar sem sair de casa. Veja a situação de alguns destinos famosos europeus:

A Itália, por exemplo, reabriu suas fronteiras no último dia 3/6/2020 para os países da União Europeia e o Reino Unido. Seus visitantes não estarão sujeitos a vigilância sanitária e tampouco isolamento de 14 dias. As principais atrações turísticas italianas estão novamente abertas com a obrigatoriedade de uso de máscara e distância de pelo menos 1 metro entre as pessoas.

A França reabriu, no dia 2/6/2020, seus cafés, restaurantes e bares para os franceses. O país foi dividido em áreas com menor risco de contaminação (“verde”) e maior risco de contágio (“vermelha”). A partir da classificação recebida, aplicam-se maiores ou menores restrições. O trânsito de idas e vindas ao território francês recomeça no próximo dia 15/6/2020 para cidadãos europeus, dependendo da situação da COVID-19 nos respectivos países.

Alemanha, Espanha e Portugal também estão relaxando as restrições anteriormente impostas, abrindo suas fronteiras, inicialmente, apenas para cidadãos dos países-membros da União Europeia.

A Grécia abriu suas fronteiras para 29 países, incluindo 15 da União Europeia. O Brasil está fora dessa lista.

O Reino Unido, talvez um dos poucos que não fecharam suas fronteiras, exige quarentena obrigatória de 14 dias para qualquer um que lá chegue. O que não é legal para quem vai fazer turismo.

A festa na Europa vai ser boa, mas atenção: o convite não chegou para nós brasileiros!

O Japão reabriu suas fronteiras para o turismo, mas também estamos na lista negra. Assim como os EUA, turistas com passagem pelo Brasil estão proibidos de visitar a terra do Sol nascente.

A Argentina suspendeu voos domésticos e internacionais até 1° de setembro. O Chile está com todas suas fronteiras fechadas desde a segunda quinzena de março e não tem previsão de volta. O Peru também está assim. A Colômbia proibiu voos domésticos até 30/6/2020 e os internacionais até 31/8/2020. Enfim, na América do Sul, viagens para os países vizinhos suspensas até sabe-se lá quando.

A África do Sul foi mais rigorosa ainda: turismo internacional suspenso até fevereiro de 2021. A previsão é que o turismo doméstico seja retomado em breve.

De tudo isso que falamos até aqui, analisando friamente as informações disponíveis até o momento, a tendência é que o turismo para outros continentes (especialmente América do Norte, Europa e Oceania) fique suspenso até que se encontre a vacina contra a COVID-19.

Nesse lapso temporal, a previsão é de que haja um aumento no turismo regional, seja interno como no caso de países com extensos territoriais continentais (como Brasil, EUA e Austrália) ou externo (como no caso dos países-membros da União Europeia).

CONCLUSÃO

Hora de redescobrir o Brasil e explorar as belezas naturais do nosso país! Quer se inspirar? Veja nossos posts sobre a Amazônia, São Paulo e nossa queridinha.

Também não perca nosso podcast que tratamos desse assunto e muito mais. Clique aqui e aproveite!

E que saber? Tá bom demais! Imagina, mermão, se tu morasse no Afeganistão? Ia fazer o quê?

Anúncios