27 de julho de 2020

O novo normal na hotelaria: segurança sem prejuízo do conforto

Por leandrodall

Quando a lembrança do passado é maior que a possibilidade do presente, ficamos acorrentados em velhos hábitos que nos impedem de vivermos em plenitude.

É como a conhecida fábula do elefante acorrentado. Quando bebê, o elefantinho tentava e tentava romper a corrente presa em sua patinha, mas não tinha força suficiente. Agora, adulto e cheio de força, a impossibilidade de fugir é a única realidade que enxerga, tudo porque não conseguira escapar quando estava crescendo.

Na tentativa de retomada a uma nova normalidade (se é que algum dia vivemos algo próximo disso), a maior dificuldade dos setores mais afetados pela crise atualmente vivida é nos fazer acreditar que a corrente pode ser rompida, ou seja, que é seguro embarcarmos em um avião/ônibus e nos hospedarmos em um hotel/hostel/AirBnb. E o desafio é grande.

A taxa de ocupação da hotelaria brasileira caiu de 57% em 19/5/2020 para 8% em 20/5/2020 (fonte: Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil – FOHB). É como se você perdesse quase toda sua renda de um dia para o outro.

Parte fundamental nessa recuperação é a comunicação transparente e honesta com os clientes. Ao lado do monitoramento/controle dos casos da Covid-19, a adequada publicidade das medidas tomadas pelos estabelecimentos para retomada será fundamental. E o que podemos esperar nesse sentido?

Bom, pesquisando sobre as medidas em andamento em grupos hoteleiros como Accor (Ibis, Novotel, Mercure, Sofitel), Meliã e Blue Tree, sua experiência de hospedagem contará com mais limpeza, menos contato social e mais tecnologia.

Ao entrar no estabelecimento, após ter sua temperatura medida, espere por uma desinfecção dos seus calçados e das bagagens. Dispenser de álcool-gel logo na entrada, onde ficava o cafezinho, é altamente recomendável a utilização (parte do manual de etiqueta pós-covid).

Atente-se também para as marcações ao longo do lobby, mantendo, assim, distanciamento físico dos funcionários e de outros hospédes.

O processo de check-in será mais ágil e a tecnologia será a grande aliada nisso tudo!

Early check-in pode se tornar mais díficil, uma vez que a tendência é aumentar o intervalo de tempo entre a saída de um hóspede e a chegada de outro, tudo isso visando maior higienização dos quartos e menor possibilidade de qualquer tipo de contágio.

Espere também uma maior limitação de pessoas para a utilização do elevador.

Acostume-se a ver o staff com aventais, luvas e máscaras, bem como uma maior frequência de limpeza das áreas comuns (lobby, banheiros, restaurantes) e do seu quarto também.

Os cardápios, em um primeiro momento, terão a variedade reduzida, dando preferência a produtores e fornecedores locais – o que é bom para todo mundo, estimulando a economia local e gerando empregos.

As refeições, inclusive o café da manhã, serão preferencialmente servidas nos quartos dos hóspedes.

Os buffets (quando disponíveis) serão invertidos, ou seja, o cliente avisa o alimento escolhido (devidamente isolado por uma proteção em vidro ou material similar) e o atendente é quem o servirá. Em Las Vegas, desde a reabertura, é assim.

As áreas comuns de lazer (academia de musculação, sauna e piscina) terão restrição de uso, quando forem abertas.

CONCLUSÃO

Os impactos da pandemia atingiram praticamente todos os campos da atividade humana. E não foi diferente no setor hoteleiro.

Maior cuidado ainda com a limpeza dos quartos e das áreas comuns, uso mais intensivo da tecnologia e medidas de distanciamento social são providências bem-vindas e esperadas, nesse momento que uma nova versão de nossa existência se desenha.

Para se adaptar a esse novo normal, é preciso largar as correntes e encarar as mudanças como oportunidades de aprendizado, crescimento e desenvolvimento pessoal.

Só assim se vive mais e melhor.

Só assim voltaremos a viajar mais e melhor.

P.S.: PARA SUA HOSPEDAGEM SER SEGURA E VOCÊ APROVEITAR O MÁXIMO SEM ESTRESSE, É SEMPRE BOM CONFIRMAR, JUNTO AO ESTABELECIMENTO, AS MEDIDAS DE SEGURANÇA QUE ESTÃO SENDO TOMADAS!