silhouette photo of person standing in neon lit hallway
16 de outubro de 2020

Precisamos falar sobre saúde mental

Por leandrodall

Durante muito tempo, falar sobre saúde mental era considerado tabu. Doenças como depressão, ansiedade e síndrome do pânico eram tratadas com extremo preconceito.

Hoje, em pleno século XXI, essa situação tem mudado. Ainda que não na velocidade que gostaríamos, mas tem evoluído.

A depressão é considerada o mal do século presente pela Organização Mundial de Saúde (OMS), atingindo cerca de 10% da população mundial e aumenta a cada ano.

broken heart love sad
Photo by burak kostak on Pexels.com

O Brasil, também segundo a OMS, sofre de uma epidemia de ansiedade. Dados de 2019, indicam os brasileiros como o povo mais ansioso do mundo (cerca de 18,6 milhões ou quase 9,3% da população).

blurred portrait photo of woman
Photo by Elina Krima on Pexels.com

O ano difícil que estamos vivendo, especialmente com a perspectiva de uma segunda onda de Covid-19, contribui para que o quadro relatado se agrave.

É por isso que me sinto na obrigação de divulgar uma excelente live entre dois profissionais da área de saúde mental.

Evento promovido pelo maior banco de investimentos da América Latina, BTG Pactual, vale a pena conferir. O link é esse aqui (no começo vai aparecer um “aguarde que a live vai começar em instantes”; adiante até 1min38s que é quando realmente inicia).

Os profissionais falam sobre atitudes que ajudam a enfrentar essa situação, tais como alimentação saudável, exercícios físicos, hobbies, cuidado com as relações sociais, noite adequada de sono e meditação.

woman girl silhouette jogger
Photo by Pixabay on Pexels.com

Sei que não é fácil mudar hábitos arraigados. Mas, como bem disse um dos palestrantes, o médico psiquiatra Rodrigo Bressan, a vida não é para preguiçosos.

Caso você tenha sintomas que persistam como desânimo, sono inconstante, falta de vontade, pensamentos pessimistas, ansiedade permanente, considere buscar ajuda profissional. Não espere a doença piorar para tomar uma atitude. Você é o seu maior patrimônio, seu maior investimento, sua melhor viagem. Se não se importar com isso, quem vai?

person standing on grass field while opening hands
Photo by Kourosh Qaffari on Pexels.com

Esse é o primeiro passo para a cura, para você viver mais e melhor.

P.S.: Caso se interesse pelo assunto, sugiro a leitura dos livros Mente, Caráter e Personalidade e Ciência do Bom Viver, ambos da escritora norte-americana Ellen G. White. Pode pode acessá-los gratuitamente clicando aqui.