3 de maio de 2021

Você sabe o que ALQUIMIA significa?

Por leandrodall

Na não tão longínqua Idade das Trevas (ou Média se preferir o politicamente correto), um grupo de homens e mulheres desbravavam conhecimentos proibidos – nunca antes disponíveis aos mortais não pertencentes ao clero.

Procuravam descobrir a panaceia universal, ou seja, o remédio dos remédios, o santo Graal da medicina, a fórmula contra todos os males físicos e morais.

(Por motivos mais mundanos e práticos, buscavam também a pedra filosofal, que teria o poder de transformar qualquer metal em ouro)

Bom, apesar das buscas infrutíferas por um remédio universal e uma pedra mágica, esses desbravadores foram fundamentais para o desenvolvimento da química e da medicina modernas, cujos resultados melhoraram (e continuam a melhorar) a qualidade de vida de toda a sociedade.

No campo gastronômico, há um lugar com a mesma vibe de experimentação e sabores exóticos, nota 1000 em todos os quesitos para os paladares mais exigentes.

É o Restaurante Alquimia em Campos do Jordão.

assorted vegetables on brown wooden table
Photo by Adonyi Gábor on Pexels.com

Cozinha de vegetais com pegada 100% sustentável, o Alquimia é o local ideal para você que busca algo a mais em sua refeição.

Localizado em Capivari, próximo da Paris Jordanense, na parte térrea do Hotel Serra da Estrela, o espaço é confortável e o atendimento bem bacana.

Já havíamos visitado o local antes da pandemia e, desde então, os anos só tem melhorado a qualidade desse achado em Campos Jordão.

Com essa opção plant-based, não precisamos de mais nada. Todo dia um item diferente no cardápio e no final de semana uma super fejuca vegana.

Que tal abrir sua mente, boca e espírito para novos sabores?

  • Endereço: Av. Mario Otoni Rezende, 160, Vila Capivari, Campos do Jordão/SP
  • Horários de funcionamento: das 12h às 17h e das 17h às 22h (podem variar conforme as determinações governamentais por causa da pandemia)
  • Telefone para contato: (12) 3669-8003
purple night sky photo
Photo by Luck Galindo on Pexels.com

“… Era a linguagem do entusiasmo, das coisas feitas com amor e com vontade, em busca de algo que se desejava ou em que se acreditava.”

O Alquimista, de Paulo Coelho