Meu encontro com Da Vinci

O segredo para a venda de qualquer produto é atender a necessidade do cliente. E o consumidor precisa ser convencido disso. A cultura, entendida como produto que disputa o tempo e o dinheiro das pessoas, também é assim. Por que há exposições vazias e outras que bombam? Por que há fracassos e há sucessos gigantescos?Continuar lendo “Meu encontro com Da Vinci”

Comida de boteco (Rica Raiz)

Comida de boteco combina muito bem com descontração. Sem abrir do sabor, é um momento de curtição e lazer descompromissado, apenas curtição para dar um basta à correria do dia a dia. Super bem localizado, no coração de Santa Cecília, próximo à Praça Buenos Aires e ao Shopping Pátio Higienópolis, o restaurante/bar Rica Raiz éContinuar lendo “Comida de boteco (Rica Raiz)”

Quando a banana verde é melhor (não falo de biomassa)

Por algum motivo desconhecido (quase exotérico diria), não gosto de banana prata. A consistência não me agrada. O gosto, menos ainda. Prefiro banana nanica. Desde o cheiro, passando pelo gosto e a textura “mais molenga” quando madura, são coisas que me dão água na boca. Banana é uma fruta dinâmica. Vai bem só ela, vaiContinuar lendo “Quando a banana verde é melhor (não falo de biomassa)”

Loving Hut

Depois de um passeio maravilhoso na AVENIDA PAULISTA (sugerimos um roteiro bacana e gratuito aqui), que tal agradar seu estômago? Temos a seguinte filosofia de viagem (e de vida): QUANTO MELHOR SEU ALIMENTO, MELHOR SERÁ SUA VIDA! E entenda que melhor não significa caro; significa saudável e saboroso. Cabe até uma citação de Hipócrates (consideradoContinuar lendo “Loving Hut”

Café com Gato e Natureza: tem como não gostar?

Domingo, logo após o almoço, começa a bater aquela fadiga danada. Penso que se fosse feita uma pesquisa, tal sintoma seria mundial. Por favor, não ligue a televisão (é melhor para sua sanidade). Por favor, não fique pensando no que tem para fazer na segunda-feira (aproveite o presente que é o hoje). Melhor do queContinuar lendo “Café com Gato e Natureza: tem como não gostar?”

Um Domingo (na) Paulista(no) e o melhor: PASSEIOS GRATUITOS

Eu sempre tive um sonho de trabalhar na Avenida Paulista. E sonho bom é aquele bem detalhado, sabe? Tipo um script, com tudo resolvido e decidido. O meu era assim: profissional bem sucedido, trabalhando em um dos maiores e melhores bancos norte-americanos (CITIBANK), de terno e gravata (exceto na casual friday), com direito a pausaContinuar lendo “Um Domingo (na) Paulista(no) e o melhor: PASSEIOS GRATUITOS”