Viajar não é pra pobre

Vamos imaginar duas situações, duas vidas, duas pessoas: HORÁCIO e ERMÍNIO. Horácio ganha R$ 1.530,67 por mês. Leva 2 horas até chegar ao trabalho (sai antes do galo cantar e volta quando a lua já tá toda sorridente). Quando chega do trabalho, só quer descansar. Aos finais de semana não abre mão do futebolzinho, doContinuar lendo “Viajar não é pra pobre”